quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

CreepyCurtas 2

Para não fechar o ano batido, irei postar uma sequência de mais 14 creepycurtas que são ainda mais misteriosas que as do meu post anterior. Você consegue decifrar o mistério em cada uma delas?  




1. Fotos de Fantasmas.
“Eu e um amigo estávamos conversando, e alguém sugeriu que deveríamos sair para tirar algumas fotos de fantasma, então fomos até uma casa abandonada em uma colina onde havia acontecido um assassinato. Nós fomos lá tarde da noite, passamos pelo hall, a sala de estar, o banheiro, o chuveiro, a cozinha, o escritório do pai… Depois fomos para o segundo andar e fomos para o quarto das crianças e dos pais, e por fim voltamos ao primeiro andar. Então tiramos fotos nossas com a casa atrás de nós.
No outro dia, olhamos as fotos que tiramos e ficamos surpresos.
Não havia nada.
Quer dizer, eu e meu amigo estávamos nas fotos, mas não havia fantasmas ou nada do tipo. “Isso não é estranho?”
“Talvez eles tenham, sei lá, ido pro céu ou algo assim?”
“É, talvez. Agora não podemos mais tirar nenhuma foto de fantasma. Foi uma perda de tempo.”
“Na verdade não. Eu vi uma casa que fica bem longe das outras. Podemos ir até lá.”
“É verdade? Ela está vazia?”
“Claro que não. Tem pessoas lá. Vamos esta noite.”
“OK, entendi. Vou me preparar então.”
Eu mal posso esperar. Será muito divertido.

2. Mensagens.
No fim de Junho, um estudante universitário foi encontrado morto dentro de seu apartamento. Ele estava morto por pelo menos um mês e seu corpo já estava em avançado estado de decomposição. Os policiais chamaram seu irmão, Tatsuya, para identificar o corpo e enquanto ele estava no local, os policiais lhe mostraram as mensagens que havia na caixa de mensagens do morto.
14/3: Uma mensagem da mãe dele falando sobre uma viagem que eles fizeram quando ele ainda era pequeno. A mensagem corta pela metade.
16/3: Um convite de um amigo para uma viagem.
21/3: Uma mensagem do pai dele dizendo que o avô queria vê-lo.
25/4: Uma mensagem do amigo dele dizendo que ele precisava ir para a escola.
1/5: Uma mensagem da mãe dele dizendo para que ele ligasse para o irmão Tatsuya.
Isso era tudo que havia na fita.
“As chamadas de seus pais eram sempre por volta das duas da manhã.”, Disse o detective. Tatsuya apenas assentiu.
“Meus pais morreram quando nós dois éramos pequenos…”

3. Recepção.
“Minha esposa foi atacada por um assaltante enquanto eu estava saindo do trabalho para casa. Mas ela lutou com ele usando uma faca de açougueiro. Quando eu fui buscá-la na delegacia ela disse, “Quando eu ouvi um barulho achei que fosse você, mas então era outra pessoa.
Ele pulou em cima de mim assim que eu abri a porta! ”
“Você deve ter ficado tão assustada.” Eu disse, abraçando-a apertado.

4. A Espera.
“Eu tenho estado muito cansado ultimamente, então tirei algumas férias do trabalho e fui para a Inglaterra. Eu me hospedei em um bom hotel de três andares após um longo dia de passeios, e praticamente desmaiei na cama de cansaço. Lá pelas 3:00 da manhã, eu ouvi um barulho e olhei do lado de fora. A polícia estava lá. Eles estavam gritando para todos que acontecera um assalto e assassinato no segundo andar. Eu estou no último andar, e posso ver que os policiais bloquearam as escadas e os elevadores. Tudo deve ficar bem.
Vou voltar para a cama. Espero que peguem o cara.”

5. Poço.
“Um dia, quando eu era pequeno, o choro da minha irmã estava me incomodando então eu a matei e a joguei num poço.
No outro dia, o corpo dela havia sumido.
Cinco anos depois, eu briguei com um amigo sobre alguma coisa idiota, e eu o matei também. Joguei seu corpo no poço, e no outro dia, ele havia sumido.
Dez anos depois, eu acidentalmente engravidei uma garota quando estávamos bêbados. Eu a matei e joguei seu corpo no poço. No outro dia, o corpo dela havia sumido.
Quinze anos depois, eu tinha um chefe que era um imbecil. Eu o matei e o joguei no poço. No outro dia, seu corpo havia sumido.
Vinte anos depois, minha mãe estava velha e era preciso colocá-la em um asilo. Eu não tinha dinheiro para isso, então eu a matei e joguei seu corpo no poço.
No outro dia, ela ainda estava lá.”

6. Arrombamento.
“Este vem sendo um péssimo dia. Eu acordei tarde, pulei o café da manhã, e eu acho que esqueci de trancar a porta também. E para piorar tudo, meu chefe gritou mais uma vez comigo. Todas as moças do escritório o odeiam. O careca imbecil. “Me pergunto se ele é o cara que vem me perseguindo?” Eu falo para mim mesma enquanto volto para casa.
Minha casa, claro, é um apartamento barato, com uma sala-cozinha e um quarto separado, e nem mesmo há uma janela para o lado de fora. Não que eu ligue, pelo menos é barato. Destranco a porta e entro.
O lugar está acabado. Alguém deve ter arrombado pela manhã…Merda, estou cansada. Eu vou ligar para a polícia amanhã. Melhor eu ir deitar”

7. Grandes amigos.
Eu fui atropelado por um carro, e o motorista não prestou socorro. Tive que ficar no hospital por um mês. Quando eu finalmente saí, um grande amigo meu veio me visitar para podermos passear.
“Desculpe, eu não pude visitar você no hospital.”
“Tá tudo bem, cara.”
“Você viu o cara que fez isso?”
“Não, foi tudo muito de repente. Eu não me lembro.”
“Entendi.”
“Você também tome cuidado, amigo.”
“É, eu vou. Bem, está ficando tarde, então vou pra casa. Da próxima vez eu vou te visitar.”
“Obrigado.”

8. Elevador Lotado.
“Eu odeio estar no meio de multidões quando está muito quente. Odeio.
Eu estou cansado do trabalho e ainda tenho que pegar o trem para casa na maldita hora do rush. Eu cambaleei para o meu prédio, entrei e esperei pelo elevador velho. Tinha outra maldita multidão lá dentro. Uma velha e seu marido, duas crianças, um universitário, um homem de negócios num terno, uma mãe com uma criança em suas costas e outra segurando-lhe a mão.
Nós todos entramos e assim que as portas estavam se fechando, essa menininha em um vestido branco passou por elas. O alarme de peso aciona. Bom, faz sentido. Essa coisa tem um limite de nove adultos. Ela parece envergonhada e tenta sair, mas eu sorrio e saio do elevador. Enquanto as portas se fecham ela sorri de volta para mim.
Muito fofa. Honestamente eu só não queria ficar preso num elevador cheio, mas ainda assim, totalmente valeu a pena. Eu peguei o próximo elevador e fui para o meu apartamento. A televisão está ligada, o noticiário está falando sobre alguma menina que está desaparecida.”

9. Janela.
“Me mudei para um apartamento novo e sempre fecho as janelas de manhã ao sair. Entretanto, quando chego de volta, elas estão sempre abertas. Hoje deixei uma câmera filmando no meu quarto, para ver como acontecia. Quando cheguei parei a gravação, com o relógio indicando o fim da filmagem às 18:34. Fui assistindo com a velocidade acelerada, até que às 18:27 vi uma velha estranha entrar no meu quarto pela janela, carregando uma faca. Ela zanzava um pouco pelo quarto e às 18:30 entrava no meu armário. Quatro minutos depois acabava a gravação.”

10. Sacos de Lixo.
“Eu acordei com barulhos vindos da cozinha. Quando desci, vi minha esposa de costas cortando alguma coisa na pia. Eu disse "Bom dia, amor" mas ela não respondeu.
Daí lembrei o que tinha acontecido na noite anterior: ela me pegou a traindo, tivemos uma discussão fodida. Ela deve estar fazendo voto de silêncio, me ignorando para ver se peço desculpas, essas coisas de mulher.
Perguntei quando o café da manhã estaria pronto, mas ela não respondeu de novo. Então percebi que era hora de me arrumar para ir ao trabalho, subi no meu quarto, me arrumei, e quando desci, vi que minha esposa estava no quintal fazendo alguma coisa.
Eu sempre coloco o lixo pra fora antes de ir ao trabalho, então peguei o grande saco preto de lixo que estava na cozinha. Estava anormalmente pesado, ela não colocou simplesmente um saco para conter o lixo, mas uns 4 ou 5. Levei-o para fora e parei na calçada, estava muito pesado. Fiquei curioso em saber o que tinha dentro, até que o abri…

11. Jogo da Caixa.
Um senhor fala pra mim “Quer jogar um jogo?”
Eis as regras. Eu recebi um monte de caixas, e dentro de uma delas estava um prêmio em dinheiro. As caixas são pesadas e fortes, pesadas o suficiente para não ser possível abri-las com as mãos, há machados, tochas, e muitos outros tipos ao redor, e você pode usá-las à vontade.
Quando você achar o dinheiro, ele é seu.”
Bom, eu não vi nenhuma chance de perder este jogo. No pior dos casos, eu ficaria a noite toda abrindo caixas.
“Aliás, há uma toneladas de caixas, mas se você me der $50, eu deixo você começar na caixa mais próxima do prêmio.”
Melhor ainda! Abri minha carteira e dei ao homem $50.
O jogo começa.
“O prêmio em dinheiro está na caixa na sua frente.”

12. Vizinho Assassino.
“Meus vizinhos pensam que eu sou um velho intrometido, mas hoje testemunhei um assassinato. Eu estava olhando para fora da minha janela quando vi alguma coisa através da janela do apartamento oposto ao meu. A coisa estranha foi, depois de terminar de estrangulá-la, ele virar e nossos olhos se encontrarem. Foi estranho. Então ele apontou e continuou me encarando por um minuto ou dois. Toda vez que ele me encarava, seu dedo movia. Eu chamei a polícia alguns minutos atrás e me disseram que eu iria ter que descer à delegacia e dar minha declaração amanhã de manhã. Eu tenho certeza que eles vão pegá-lo. Eu vi seu rosto claramente.

13. Incompetente.
“Algumas vezes eu me pergunto o que a polícia anda fazendo esses dias. Eles nunca parecem ser capazes de resolver qualquer crime. Eu vivo em uma cidade que tem muitos crimes e ultimamente está ficando pior. Semana passada, teve um assassinato perto a fábrica onde eu trabalho. Uma mulher jovem foi mutilada com um picador de gelo, não apenas um picador de gelo comum, mas um com uma caveira no punho. Todo mundo que vive nessa área está ficando louco. É uma cidade grande, mas este último assassinato foi comentado por todo mundo. Foi fortemente coberto pela mídia. Minha mãe, que mora comigo, está assustada de sair à noite. Eu vivo dizendo a ela para não se preocupar, mas ela sabe que a polícia não vai resolver o assassinato. Eles nem ao menos encontraram a arma do assassinato ainda. A polícia é tão incompetente.

14. Corpo Enterrado.
“Eu estava sozinho em meu apartamento terminando alguns afazeres com a TV ligada quando uma coisa bem estranha aconteceu: no Jornal, noticiaram que a polícia encontrou o corpo de uma garotinha enterrado no quintal de uma casa. E isto não é o mais estranho, a casa era a que eu vivi quando era criança. Fiquei assustado com a notícia, já que aquela casa tinha um valor sentimental para mim por ter passado minha infância nela. Para me acalmar, resolvi ligar para o meu pai.
- Alô, pai? Você está vendo o jornal na TV?
- Não, filho, por que? O que aconteceu?
- A polícia encontrou um corpo enterrado na casa que a gente morava quando eu era criança!
- O quê? Sério? Meu Deus, que terrível!
- Sim! Eu fiquei até um pouco abalado, e se o corpo já estava lá quando a gente morava na casa? Será que passamos por cima dele alguma vez? Será que quem enterrou já morou lá também?
-Caramba, filho, que pensamento horrível, prefiro nem pensar! Horrível pensar que podemos ter morado na mesma casa que um psicopata viveu, ou com o cadáver de uma criança sob o mesmo chão. Uma tragédia o que aconteceu com ela, espero que a família se recupere.”
-Sim, tomara que não se traumatizem muito. Acho que é só isso pai, só liguei para contar para alguém, me senti um pouco mal com isto, gostava daquela casa. Até mais, tchau.
Ele se despediu e desliguei, espero que meu pai também não fique abalado com o pensamento, assim como a família.”

As resposta, como de costume, serão postadas nos comentários.

2 comentários:

Rodrigo Souza "Freakabout" disse...

1. Fotos de Fantasmas.

Os dois amigos matam as pessoas da casa e depois tiram fotos procurando fantasmas.

2. Mensagens.

O irmão conseguia se comunicar com os mortos pelo telefone. “Seu avô queria vê-lo” indicava que o irmão iria morrer em breve. A mãe deles dizendo que era para ele ligar para Tatsuya indica que Tatsuya vai morrer em breve.

3. Recepção.

Ela já estava esperando o marido na porta com uma faca nas mãos.

4. A Espera.

Ele foi a vítima do assassino. O hotel tem 3 andares (térreo, primeiro e segundo). O crime ocorreu no segundo, que também é o último.

5. Poço.

A mãe é que se livrava dos corpos no poço.

6. Arrombamento.

Ela não trancou a porta ao sair. O invasor que a estava perseguindo entrou e trancou por dentro. Ele ainda está na casa.

7. Grandes amigos.

Ele sabe que vai ter uma próxima vez por que vai tentar atropelá-lo de novo.

8. Elevador Lotado.

A menina não tem peso, era um fantasma. O limite de peso dos 9 adultos não tinha sido atingido desde o início, o barulho foi defeito do elevador velho, ele também é um fantasma.

9. Janela.

O vídeo foi gravado 4 minutos atrás. A velha com a faca ainda está no armário.

10. Sacos de Lixo.

O marido é um fantasma, por isso é ignorado. A esposa matou o marido e distribuiu o corpo nos sacos de lixo.

11. Jogo da Caixa.

Quando ele se agachar para abrir a caixa o velho vai mata-lo e pegar os $50.
O prêmio é o montante de $50 das pessoas que ele matou.

12. Vizinho Assassino.

Ele é o assassino. A janela oposta estava fechada e ele viu seu reflexo. O dedo do assassino mexendo era ele mesmo discando para a polícia. A polícia mandou ele descer para então capturá-lo.

13. Incompetente.

Como ele sabe que a arma tem uma caveira no punho se ela não foi encontrada?

14. Corpo Enterrado.

O pai revelou que existe um corpo escondido no chão da casa, o filho não havia contado que o corpo foi encontrado no jardim.

Luminus Octavius disse...

Grande Rodrigo, é bom tê-lo de volta! Não sabe como sinto saudades das madrugadas em claro lendo seus textos por aqui.

Um nostálgico e auspicioso abraço de seu leitor-fã,
Jonas O. Bilda (Luminus Octavius)