segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Yume Nikki – Até o limite do sonhar


Boas festas galera, matéria especial da virada de ano! Nossa, essa matéria ficou realmente maior do que eu espera, mas tudo bem, esse jogo merece. Curioso que tentei não deixar a matéria confusa, mas não teve jeito, ela está realmente confusa, o que na verdade combina bastante com o jogo. Espero que gostem, feliz ano novo a todos!

ATENÇÃO! Devido a minha necessidade pessoal de explicar o máximo sobre um tema, o texto a seguir contém SPOILERS. Se você planeja jogar Yume Nikki e não quer descobrir vários segredos, não leia o texto ou veja as imagens, em especial o final, pois vou dedurar legal. O texto vem a seguir, e você FOI avisado.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Yume Nikki é mais um exemplo de jogo criado na plataforma RPG Maker que apesar do visual simples está fazendo um sucesso relativamente grande pelo mundo.

Yume Nikki (Diário dos Sonhos) é um jogo japonês da plataforma RPG Maker 2003 que foi lançado em 2004 pelo desenvolvedor independente conhecido apenas como Kikiyama. O jogo ganhou status de cult após ter sido divulgado no fórum japonês 2channel, se espalhando pelo mundo em seguida. Hoje a internet está infestada de fanarts e fanfics dele. O jogo é muito original e possui uma trama no mínimo curiosa.

A trama do jogo gira em torno da personagem principal Madotsuki, ou melhor, dos sonhos da personagem, que são onde o jogo ocorre.

Madotsuki é uma hikikomori (explicarei no próximo parágrafo) e nunca sai de casa, ou seja, todos os cenários estão acontecendo dentro da imaginação da garota.

“O fenômeno hikikomori tornou-se relativamente comum no Japão nos últimos anos. Um hikikomori é um indivíduo que se recusa a viver em sociedade, pelo menos a real, e vive trancado em casa, jogando jogos online e comendo comida instantânea. Essas pessoas não trabalham e são sustentadas pelos pais (a economia do Japão vem tentando resolver esse problema a tempos) e estima-se que atualmente 1% da população masculina do Japão seja constituída de hikikomoris, mostrando os sérios problemas que a pressão social japonesa criou nesses indivíduos, que se recusam a encarar viver vidas normais.”

No cenário inicial, a casa da garota, não há muito para se fazer. Madotsuki não fala nada durante o jogo inteiro. Se você tentar sair de casa a única resposta é Madotsuki balançar a cabeça em sinal negativo. O jogo começa quando você deita na cama, dentro dos sonhos de Madotsuki. O objetivo é colecionar todos os 24 “efeitos” (habilidades que modificam a aparência da personagem e variam desde “cabelo de cocô” até “demônio”) estes espalhados ao longo de 12 mundos diferentes, e colocá-los em uma sala especial, destravando o final do jogo.

Ao longo dos cenários o jogador se deparará com os mais diferentes ambientes, e conhecerá as mais bizarras criaturas. Um dos pontos mais fortes do jogo é sua trilha sonora original que combina perfeitamente com cada cenário. Vou postar alguns vídeos sobre as músicas, e um Link para a biblioteca musical completa abaixo:




Apesar de ser criado em uma plataforma de RPG o jogo não pode ser considerado RPG. A personagem não pode morrer, e existe a segurança de a qualquer momento você poder ativar a ação “beliscar a bochecha” para voltar para seu quarto e recomeçar o sonho de novo. Os únicos inimigos que podem representar alguma dificuldade são alguns poucos monstros e os “Toriningen” (Humanos pássaro) quando estes tocam na personagem ela é teleportada para um ambiente inescapável conhecido como “Hell” (Inferno), de onde o jogador é obrigado a acordar e recomeçar o sonho. A única forma de salvar o jogo é escrevendo no diário da varanda da casa de Madotsuki, o tal diário dos sonhos, onde supostamente Madotsuki anota os acontecimentos por onde passou no mundo onírico.

Bem, o jogo que a primeira vista pode ser aparentemente infantil, pode causar bastante perturbação aos despreparados. No meio das confusões que são os diversos mundos de Yume Nikki (variando desde mundos numéricos até esgotos e florestas fechadas) existem centenas de mensagens subliminares e as músicas e cenários são depressivos e confusos o tempo todo. 


Muitos cenários enormes nem mesmo possuem um propósito, parecem ter apenas funções decorativas. Vi muitos relatos de pessoas que jogaram o jogo por meia hora e não aguentaram mais dizendo que a ambientação e as cores causavam uma sensação melancólica e desconfortável. Muitos relacionaram essa sensação de abandono com o fato da personagem não falar e dos seres que ela encontra também raramente falarem alguma coisa.


Dois dos “efeitos” encontrados por Madotsuki merecem um destaque especial. O primeiro é “Cat” (gato) que faz com que Madotsuki vista uma fantasia de gatinha e mie. Esse efeito produz reação em quase todos os personagens do jogo, normalmente eles arregalam os olhos ou se movem mais freneticamente tentando segui-la. Algumas pessoas relacionam essa atitude com eles estarem “excitados” por ela. O outro efeito é “Knife” (Faca) o único efeito violento do jogo. Ao utiliza-lo a maioria dos personagens que podem se mover tentam fugir (outros ficam tremendo). Madotsuki pode usar a faca nos personagens, nesse caso eles normalmente gritam e desaparecem, alguns tem outras reações mais estranhas.

O jogo não se preocupa em explicar absolutamente nada, o que deu margem para que os fãs criassem diversas teorias sobre os significados dos sonhos de Madotsuki. Falarei sobre os principais aqui e aproveitarei para falar sobre diversos personagens importantes da série, que estão relacionados com as teorias.


A teoria mais aceita é que Madotsuki teria sido vítima de estupro, provavelmente pelo personagem representado por “Seccom Masada-Sensei”. Ele seria professor de piano de Madotsuki (a mesa dele tem duas cadeiras), e ele é um dos poucos personagens que possui uma cama onde Madotsuki deve deitar para prosseguir no cenário. Existe também o personagem conhecido como KyuuKyuu-kun, que possui um formato fálico.


 Para encontrá-lo você deve rasgar uma porta em forma de zíper que sangra (uma referência à virgindade roubada?) para piorar, ele esfrega um corrimão quando você fala com ele, se você usar o efeito “Gato” ele esfrega mais rapidamente, se você usar “Faca” ele esfrega mais lentamente (o que alguns teorizam simbolizar que ele não iria parar independente do que se faça). Essa teoria também é fortalecida por vários monstros com formato de útero (alem de úteros estilizados nos planos de fundo) que simbolizariam medo de gravidez por estupro e pelas famosas manchas de sangue que estão espalhadas em lugares escondidos do jogo e poderiam significar lugares onde a garota foi violentada, além de quadros sugestivos pelo jogo.


Outra teoria seria que Madotsuki na verdade está morta, e o mundo dos sonhos seria na verdade o mundo espiritual, o quarto seria a parte dela presa no mundo real, onde ela teria morrido. Nesse caso as manchas de sangue mostrariam lugares onde ela pode ter morrido ou viu pessoas morrerem (talvez um assassino). Outros dizem que a causa da morte foi um acidente de carro. Já que existem várias referências a pessoas mortas nesse tipo de acidente (outras pessoas que estavam no mesmo veículo que ela, talvez) nesse caso temos “Corpse-san” um garoto verde (decomposto?) e ensanguentado no chão que se contorce aparentemente atropelado. 


Temos também “Scarf Girl”, uma garota invisível normalmente, mas quando exposta ao efeito “Semáforo” no sinal vermelho, fica visível (alguns teorizam que no sinal vermelho ela foi acertada por isso fica visível, depois, no sinal verde, ela já era um fantasma). E as “monochrome sisters” Monoko e Monoe. Monoko parece uma garota comum, mas quando é exposta ao efeito “Semáforo” no sinal vermelho se transforma em uma figura deformada e cheia de braços, sendo que alguns dizem que os vários membros seriam a forma de uma garotinha interpretar fraturas expostas.


Há uma outra teoria que diz que na verdade Madotsuki é uma homicida, por isso foi trancada em casa e impossibilitada de sair. Ela só revelaria essa sua face no jogo quando o jogador consegue o efeito "Faca". Os personagens do mundo dos sonhos não se incomodam com a presença dela, mas fogem quando ela está com a faca na mão, talvez porquê soubessem do que ela é capaz. Mesmo quando mata outros personagens, o que não são cenas exatamente leves porque eles gritam e sai sangue, Madotsuki nunca muda sua expressão, seria frieza? De acordo com essa teoria a garota que seria o assassino e as manchas de sangue espalhada pelos cenários indicariam lugares onde ela teria assassinado outros personagens.

Existe ainda a teoria de que Madotsuki na verdade é um transgênero, essa é a mais fraca, o principal motivo seria porque no jogo, Madotsuki utiliza tanto banheiros masculinos quanto femininos. Existe um armário no jogo onde encontramos outra Madotsuki agachada dentro (ainda não saiu do armário?) e nesse caso os úteros e símbolos fálicos demonstrariam a confusão de Madotsuki quanto ao próprio sexo.

Uboa


Impossível falar de Yume Nikki sem citar Uboa, ele, ou ela, é a principal razão pela qual o jogo “viralizou” na internet, vindo inclusive a se torna um meme.

Uboa não possui sexo definido, nem mesmo um nome oficial. O nome Uboa provavelmente surgiu da fonética do grito dele “Uhhooooaaaa”. Alguns teorizam que o rosto de Uboa é uma referência ao “Ghost Face” da saga de terror “Pânico”, enquanto outro apontam que é uma versão corrompida da face de um “clanker” do jogo “Mischief Makers”.



A cena em que Uboa aparece é o único momento de susto intencional no decorrer do jogo. Na casa da personagem Poniko (uma garota loira que aparentemente é uma hikikomori como Madotsuki) se você desligar e ligar as luzes várias vezes existe 1/64 de chance de o cenário mudar e uma face negra surgir gritando no chão. A teoria geral é que aquela é a verdadeira forma da garota Poniko (Uboa não aparece se Poniko tiver sido morta com o efeito “Faca”) e que representaria um “lado negro” da personagem, que se mostraria por impaciência (de Madotsuki brincar com as luzes) ou medo do escuro. Nesse momento será impossível sair da sala, sendo esse o único momento do jogo em que o efeito “se beliscar” não funcionará. A única saída é interagir com Uboa.


Nesse momento Madotsuki será teleportada para um cenário horizontal, de onde se vê uma figura gigante e deformada ao fundo com vários braços, como no caso da garota Monoko. Ela é vermelha e parece estar vomitando sangue. Alguns teorizam que essa imagem tão grande e violenta representa a memória do corpo morto da própria Madotsuki, e estaria tão escondida no jogo por ser uma imagem que Madotsuki tentou esconder a todo custo de si mesma.

Aposto que você não está mais com vontade de brincar com as luzes do seu quarto não é mesmo.

O Fim

Devo abrir um parêntese final para comentar sobre como o jogo termina, e não há spoiler maior que esse...

No final do jogo, após pegar todos os efeitos, Madotsuki acorda e vai para a varanda. Haverá uma plataforma lá. A garota subirá na plataforma e se jogará de seu apartamento. Ou seja, Madotsuki se suicida no final... Uma música muito triste toca e os créditos surgem, juntamente com uma mancha de sangue no meio da tela. A mesma mancha de sangue que citei alguns parágrafos acima, aquela que está escondida em alguns lugares do jogo.



Na época, os fãs ficaram chateados com esse final. Acredito que muitos esperavam que no final Madotsuki parasse de sonhar e saísse do quarto, mas não, ela simplesmente se mata.

Existem diversas teorias do porque Madotsuki age daquela forma. Uma delas é que naquela altura do jogo ela já não saberia diferenciar o sonho da realidade, por isso se jogou tentando acordar (mais ou menos como acontece no filme “Inception”). Outra teoria é que a garota não queria mais viver no mundo real, preferindo se matar na esperança de poder ir para o mundo dos sonhos eternamente. Os fãs tentam relacionar a mancha de sangue que reaparece no final como se Madotsuki estivesse tendo uma premonição que iria morrer quando as encontrava no jogo, e outros interpretam como se a mesma mancha do final simbolizasse que ela voltou para os sonhos depois de morrer.



Essa imagem que encontrei é uma das mais tristes e que melhor representa aquele momento. Madotsuki está deitada, indefinível se está morta ou dormindo. Os efeitos estão ao redor dela, como se fossem sua cama. No canto inferior direito está o diário, como se estivesse se desfazendo...

A minha teoria é que Madotsuki não aguentava mais. Não se tem certeza sobre o que ela passou, mas ela passou por muita coisa. Depois de conseguir todos os “efeitos” do mundo dos sonhos ela simplesmente percebeu que não havia mais o que fazer. No desespero ela desistiu daquela vida pequena que tinha e resolveu se libertar na morte.

Yume Nikki tem realmente um final incrivelmente triste que nos faz pensar... Se você viver apegado a um mundo e de repente perceber que já não há nada que se pode fazer. Você Continuaria? Ou desistiria?

Vou colocar aqui um link para você baixar o jogo. Divirta-se.

Pokemon - Audino wants to play


“Essa história aconteceu há alguns meses trás... Eu nunca a comentei com ninguém, mas agora vejo que algo muito bizarro aconteceu naquele dia, algo que preciso contar à alguém, alguém que tenha percebido que os jogos de Pokemon não são tão inocentes quanto parecem... Irei escrever aqui a história...

Eu estava jogando minha versão White de Pokemon e decidi que precisava treinar rapidamente para conseguir ganhar á Elite 4. A minha equipe estava muito fraca e não tinha grandes chances de vencer... Shauntal conseguia dominar os meus pokemons, como o Grimsley, e estava a começar a ser um problema.

Depois de perder várias vezes contra a Elite 4 e de batalhar contra todos os treinadores nos estádios, eu sei que só havia uma solução rápida... Audino. Audino é um pokemon com cara de bobo que dá-nos EXP e EVs extras quando o derrotamos. Então era a hipótese mais rápida... Pus um Lucky Egg em cada um dos meus pokémons e comecei a procurar por eles em rotas com bastante grama.

Felizmente, não demorou muito para achar uma grama se mexendo. No momento em que me aproximei... Audino! Esqueci-me de trocar o meu Emboar, mas não fazia mal, aqueles pokemons com EXP share podiam ganhar algum EXP também. Venci o Audino com um Flamethrower e continuei a procura.

Isso durou mais alguns minutos, estava indo tudo normal, eu já havia derrotado uns dez Audinos a essa altura... Mas algo aconteceu. Encontrei outro Audino. Quando a batalha começou, eu achei que tinha encontrado um shiny, porque o sprite parecia um pouco escuro, mas ainda estava rosa, então não pensei ser nada anormal na hora. Usei a minha Galvantula para fritar ele, usando a Electro Ball. Foi fácil, e a Galvantula ainda subiu de nível! Bem, existe mais história a ser contada...

Encontrei o próximo Audino, mas este agora parecia muito diferente... Olhei para as informações dele... Fêmea, de nível 14... Não era muito diferente do anterior, só era um nível maior... A coisa que me fez prestar mais atenção nesse foram as queimaduras que ele tinha no corpo. Não era só isso, o Cry dele era muito mais longo e mais grave do que o normal... E ouvia-se um chiado um pouco estranho ao fundo.

Pensei que deveria tirar aquela coisa assustadora da minha frente, e o ataquei de novo... Usei o Bug Bite, e por sorte foi Critical Hit. Venci o Audino... Não queria ter mais um encontro com aquela coisa assustadora, por isso decidi ir á procura de Basculins para treinar... Mas nenhum pokemon aparecia por alguma razão estranha... Então, tive de esquecer o que aconteceu com o Audino e voltar para a grama outra vez...

Encontrei uma parte da grama a mexer-se outra vez.... Quem voltou a aparecer? O mesmo Audino, mas era de nivel 15, e desta vez a marca de dente do Bug Bite era visível... O Bug Bite tinha feito com que um dos olhos do Audino saíssem, e muito sangue saía do buraco onde estava o olho... Aquele sorriso bobo ainda encarando a tela. Tentei escolher a opção de fugir, mas uma caixa de diálogo apareceu... Eu não podia acreditar, quem falava era o Audino.

Audino: Porque tenta fugir? Estava se divertindo, não estava? Era isto que queria, não é...?

As opções surgiram.

YES/NO

Escolhi NO

Audino: Está mentindo.

Escolhi NO outra vez...

Audino: MENTIROSO! Continue o que estava fazendo!

Tentei fugir da batalha, mas não conseguia.

Audino: POR QUÊ?!

Estava tentando fugir, mas nunca conseguia... A unica maneira de acabar com isto era vencê-lo... Usei o Bite do meu Carracosta. O Audino foi-se.

Finalmente... Decidi evitar aquelas gramas que se mexiam... Mas a cada passo que dava a grama que se mexia parecia me seguir... Aquilo não podia estar acontecendo, o Audino estava me seguindo! Não demorou muito e não resisti. Eu precisava tentar resolver aquilo.

Apareceu o mesmo Audino, em nivel 15... Os danos eram cada vez piores...Desta vez em uma das orelhas estava faltando um grande pedaço, o sangue preenchia aferida... Foi o Bite do meu Carracosta...

Audino: Ainda está se divertindo?

Escolhi NO. Como poderia me divertir em magoar um bichinho daqueles? Audino é um dos pokemons mais fofos que existem!

Audino: Continua mentindo... Todas as pessoas fazem isso... Continue o que veio fazer...

A batalha começou... O que é que ele quis dizer com ''todas as pessoas fazem isso''? De repente percebi que significaria que todos usam o Audino para treinar... Eles abusam dele pelo EXP extra...

Audino: Está vendo agora? É isso que acontece comigo...

Comecei a sentir-me muito mal... Mas não conseguiria sair outra vez... Usei o Strength do meu Golett... Comecei a ficar habituado a isto, mesmo não querendo... Venci o Audino...

A alguns passos depois o encontrei outra vez, ele tava sem um braço por causado Strength...

Pensei numa coisa... Fui para o Pokecenter, e meti o meu Haxorus na Party...Fui para a grama e lá surgiu o Audino novamente... Ele reagiu ao meu Haxorus...O Sprite dele agora parecia estar com lágrimas nos olhos, parecia que estava olhando diretamente para mim, desapontado...

Audino: Quer que a diversão acabe? Não é sempre sobre isso? Não... Não é justo... Porquê? Porque quer acabar? Estamos nos divertindo, não estamos? Quer que isto acabe?

Escolhi YES

O Audino usou Endure. Não adiantava porque o meu Haxorus tinha Mold Braker... Usei o Dragon Claw...

Finalmente, achei que as coisas teriam voltado ao normal... Mas andei alguns passos e o Audino apareceu outra vez... Eu não acreditei no que vi. O Audino estava cheio de sangue pelo corpo, mutilado de uma forma horrenda, ele falou outra vez...


Audino: Eu nunca vou te deixar... Vamos, faça outra vez...

Eu desliguei o jogo... Não aguentava mais daquilo... Decidi deixar o jogo durante umas horas... Depois não aguentei a curiosidade e voltei... Parecia tudo normal, eu estava respirando aliviado. Quando cliquei no start... Só restava a opção New Game... Não havia Continue... Eu perdi tudo o que tinha treinado...mesmo assim não me senti chocado com isso... Fiquei com medo do que poderia acontecer apertando New Game, mas acabei aceitando... O jogo parecia começar normalmente... Até que o texto do professor surgiu de uma forma diferente na tela...

“Ah White, o seu pokemon já está aqui... Audino está ansioso para a jornada”

domingo, 30 de dezembro de 2012

O não Convidado

Se você é do tipo que come fora regularmente, um dia existe uma chance de um estranho se juntar a você na sua mesa sem ser convidado. Esse estranho sempre aparecerá com o mesmo sexo e idade que você, e ele (se for um "ele") só aparecerá quando você estiver sozinho. Não importa o estilo que o restaurante for, ele vai trazer seu próprio prato de comida.

Depois de alguns segundos, ele olhará diretamente pra você e falará, "Você parece ser uma pessoa interessante. Posso te conhecer melhor?" Diga sim, e ele começará a fazer perguntas sobre você entre as garfadas. Essas perguntas no começo serão "inocentes" no inicio: Qual seu nome, o que você faz para viver, e assim por diante. 


Mas assim que abrir sua boca, você será forçado a dizer a verdade, mesmo que você não saiba conscientemente a verdade. Se ficar em silêncio, o estranho ficará emburrado, pegará o prato e sairá. Você nunca mais o verá de novo. Se você saciar as perguntas dele, as perguntas ficaram cada vez mais obscuras a cada garfada que ele dá, e ficará cada vez mais irresistível de responder. Não ouse deixar a mesa antes que ele o faça, sob nenhuma circunstância.

Quando o prato dele estiver limpo, ele se levantará e irá embora, mas não antes de perguntar uma ultima e irresistível pergunta: "O que faria você tirar a própria vida?" Você perceberá que será capaz de mentir nessa pergunta, e eu sugiro que o faça, porque seja lá o que você responde, irá acontecer na semana seguinte. Aqueles que são espertos talvez usem essa resposta para ganhar seja lá o que eles desejam, mas se isso não fizer você se matar, o estranho começara a tentar adivinhar o que faria. E considere que agora, ele sabe muita coisa sobre você.

Pulseira Vermelha


Quando você está internado em um hospital, colocam em seu pulso uma pulseira branca com seu nome. Mas há outras diversas pulseiras coloridas que simbolizam outras coisas. As pulseiras vermelhas são colocadas em pessoas mortas.

Houve um cirurgião que trabalhava no turno da noite em um hospital-escola. Ele tinha acabado de sair de uma operação e estava indo ao porão. Ele entrou no elevador e lá já estava uma outra pessoa. 

Ele conversou casualmente com a mulher, enquanto o elevador descia. Quando a porta do elevador se abriu em outro andar, havia uma outra mulher prestes a entrar. Nesse momento o médico ficou muito nervoso e rapidamente bateu o botão para fechar a porta. Surpreendida, a mulher repreendeu o médico por ser rude e perguntou porque ele não deixou a outra mulher entrar.

O médico, suando muito, disse: "Eu operei essa mulher agora a pouco... Ela morreu enquanto eu fazia a operação. Será que você não viu a pulseira vermelha que estava com ela?"

A mulher sorriu, levantou o braço e disse: "Ah, Igual essa aqui?"

sábado, 22 de dezembro de 2012

Fronteira

Há alguns meses atrás, havia um casal do Texas que estava planejando uma viagem de final de semana através da fronteira mexicana, para uma rodada de compras pelo país. No entanto, logo antes de sairem, a babá cancelou precisou tirar uma licença por razões de gravidez, então eles tiveram que levar seu filho de dois anos junto com eles.

Eles haviam andado pela fronteira por cerca de uma hora, quando o bebê se soltou e saiu correndo pra dentro de uma esquina. A mãe tentou encontrá-lo, mas ele havia desaparecido. Desesperada, ela encontrou um policial que lhe disse para ir esperar em frente um portão na fronteira ali perto. Sem entender as instruções, mas confiando no guarda, ela fez exatamente o que foi dito.

Cerca de 45 minutos depois, um homem sorridente e desconhecido se aproximou da fronteira, levando o menino adormecido profundamente em seus braços. A mãe correu para ele, agradecendo ao homem por ter encontrado seu filho. Porém, quando o homem percebeu que aquela era a mãe do menino ele entrou em pânico, jogou-o no chão e saiu correndo, no entanto, um grupo de policiais estava ali perto e suspeitaram daquilo, correram atrás do homem e ele fora capturado.

A mãe descobriu horrorizada que seu filho não estava dormindo.

O garoto estava morto, e naqueles 45 minutos que ele havia sumido, ele fora aberto e todos os seus órgãos haviam sido removidos. Seu estomago fora recheado com vários quilos de cocaína e pedras de crack e costurado rusticamente. O homem provavelmente iria acompanhá-los para o outro lado da fronteira, fingindo que ele estava dormindo em seus braços e jogando conversa fora, até o outro lado onde o resto de seus comparsas esperavam a "entrega". Aí poderiam se livrar do resto da família.

Fonte: http://scaryuniverse.blogspot.com.br/2012/09/a-fronteira.html

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

"Expressão"


Em junho de 1972, uma mulher apareceu na recepção do hospital CedarSenai nos EUA Com nada mais que longas vestes brancas cobertas de sangue. Agora, isso, por si só, não deveria ser tão surpreendente como muitas vezes as pessoas têm acidentes nas proximidades e vão para o hospital mais próximo para atendimento médico.

Mas havia duas coisas que causaram náuseas e terror nas pessoas que a viram.

A primeira é que ela não era exatamente "humana". Seu corpo parecia algo próximo a um manequim, mas tinha a destreza e fluidez de um ser humano normal quando se movia. Seu rosto e pele eram tão perfeitos e lisos como o de um manequim, desprovidos de pêlos e coberto de algo como maquiagem.

A segunda coisa eram as grandes presas que possuía projetando-se da boca, as mandíbulas presas tão artificialmente e firmemente em torno, de não poder ser visto o resto dos dentes. Naquele momento havia muito sangue ainda saindo de sua boca sobre seu vestido, escorrendo para o chão. Ela, então, cuspiu uma grande quantidade de sangue para fora da boca, caiu no chão e entrou em uma espécie de colapso.

Ela foi atendida de imediato, e foi levada para um quarto do hospital limpo antes de ser preparada para a sedação, nesse momento ela estava completamente calma, inexpressiva e imóvel. Os médicos acharam melhor para contê-la esperar até que as autoridades chegassem e ela não protestou.

Eles não foram capazes de obter qualquer tipo de resposta dela e a maioria dos membros da equipe se sentia muito desconfortável de olhar diretamente para ela por mais de alguns segundos.

Mais tarde, quando a equipe tentou sedá-la, ela lutou com força extrema. Dois membros do pessoal tiveram que segurá-la, foi quando ela conseguiu se levantar da cama com aquela expressão, em branco.

Ela virou os olhos sem emoção para o médico do sexo masculino e fez algo incomum. Ela sorriu.

Quando ela fez, uma das médicas começou a gritar e ficou completamente em choque. Na boca da mulher não eram dentes humanos, mas longos, com pontas afiadas. Muito longos para a sua boca para fechar completamente sem causar nenhum dano ...

O médico olhou para ela aterrorizado por um momento antes de perguntar "Que diabos é você?"

Ela girou o pescoço, rachando a pele até os ombros para observá-lo, ainda sorrindo.

Houve uma longa pausa onde ninguém se moveu, a segurança foi alertada e pôde ser ouvida vindo pelo corredor.

Quando ela ouviu, disparou para frente, afundando seus dentes na garganta do medico, rasgando a sua jugular e deixando-o cair no chão, caiu asfixiado enquanto se engasgava com seu próprio sangue.

Ela se levantou e se inclinou sobre ele, o rosto chegando perigosamente perto de seu rosto quando a vida desapareceu de seus olhos.

Ela se aproximou e falou.

“Eu... sou seu Deus... Vocês foram criados... à minha expressâo e semelhança...”

Os olhos da equipe cheios de medo durante todo o processo a observaram ficar calmamente parada ali, enquanto rezavam pela chegada da segurança.

Apenas uma das médicas presentes na sala sobreviveu, com as roupas encharcadas de sangue. Quando a segurança chegou todos os outros já estavam mortos em poças de sangue no chão. A médica contou a história desde o início e falou que a mulher simplesmente saiu da sala caminhando. Nenhuma testemunha a viu no corredor. Existe a chance de ela ter escapado pela janela. O fato é que ninguém a viu sair.

Alguém tirou essa foto na hora que tentaram sedar a mulher.


Nos boatos que se seguiram sempre se referiam à mulher como “a impressão”. A médica sobrevivente por outro lado nunca conseguiu esquecer o medo que sentiu, restou a ela uma impressão de terror que lhe seguiu a vida inteira.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O Clã Bean


Alexander “Sawney” Bean nasceu, no final do século XIV, numa pequena aldeia de East Lothian, a 8 milhas de Edinburgh, Escócia. Foi criado em uma comunidade agrícola e seu pai era um escavador de valas, mas desde cedo, Sawney mostrava sinais de ócio, desonestidade, crueldade e resistência a qualquer tipo de autoridade. Sabia-se que ele nunca seria um membro produtivo para a comunidade e aos 20 anos, relacionou-se com Black Agnes Douglas, uma mulher tão cruel como ele próprio e suspeita de atos de bruxaria como sacrifícios humanos e conjurações de demônios.

Logo, ambos fugiram de sua terra natal, percorrendo o sul da Escócia e roubando quem quer que cruzasse seu caminho. Algumas lendas afirmam que foi a partir dessa viagem que Sawney pegou gosto pela carne humana. Sendo bandidos, era arriscado entrar em aldeias e tentar comprar alimentos com o produto de seus saques, enfrentando assim a fome. E então, Agnes convenceu Sawney de que o canibalismo seria a melhor solução. Havia rumores de que Agnes já praticava tal ato antes mesmo de conhecer Sawney. E não querendo chamar muita atenção, o casal só o fazia quando extremamente necessário e eliminava os restos de seu banquete, de forma de que tudo parecesse o ataque de um animal. Sawney e Agnes estavam se transformando em verdadeiros monstros.

Depois de viajar e se esconder por vários meses, o casal finalmente chegou à costa de South Ayrshire, no condado de Galloway, e na praia, durante a maré baixa, eles descobriram uma caverna, cuja entrada não ficava visível quando a maré subia e ficava totalmente bloqueada pela água. Como a caverna tinha um quilômetro de profundidade e uma inclinação constante, o casal achou que seria um covil perfeito e ali se instalou. Eles continuaram roubando regularmente e se preocupavam em não deixar testemunhas. Os corpos eram conservados em vinagre e sal.


O casal acabou por gerar oito filhos e seis filhas, que por sua vez, através de incesto e endogamia, geraram 18 netos e 14 netas, formando um verdadeiro clã selvagem, criados sem qualquer noção de humanidade e civilidade. Então, iniciou-se um reinado de horror: ali viveram por 25 anos, roubando, matando e devorando a carne de suas vítimas. Agiam sempre à noite: dividiam-se em vários e pequenos grupos, para impossibilitar qualquer chance de fuga, e atacavam viajantes e moradores locais. Os corpos eram levados para a caverna, desmembrados e devorados. Tudo o que eles não conseguiam comer era lançado ao mar e ia parar em praias vizinhas de comunidades costeiras, assustando as pessoas e chamando a atenção de autoridades locais. E estima-se que mais de 1.000 pessoas desapareceram, inexplicavelmente, durante esse período.

Muitos rumores e lendas começaram a surgir, e aquela era uma época de profundas superstições. Alguns boatos afirmavam que havia algum tipo de feras vivendo nas áreas selvagens ao redor das aldeias e outras teorias ainda mais estranhas sugeriam que os Gorros-Vermelhos (Red Caps) estariam por trás desses desaparecimentos. Gorros-Vermelhos são duendes malévolos e assassinos, criaturas típicas do folclore escocês. Com as autoridades alarmadas com o número significativo de desaparecimentos, várias buscas foram organizadas para tentar se encontrar os culpados, que não deixavam pistas ou rastros. Numa dessas buscas, até descobriu-se a existência da caverna do clã, mas todos se recusaram a acreditar que qualquer ser vivo pudesse viver ali. Frustrados e em busca de justiça, moradores locais chegaram a linchar inocentes, injustamente, pelos crimes do clã Bean.

Galloway tornou-se um lugar temido e despovoado, e os Bean estavam confiantes de que nunca seriam descobertos até que, certa noite, eles emboscaram um casal a cavalo. Para surpresa dos canibais, o homem, armado de espada e pistola, reagiu e iniciou uma pequena batalha no meio da estrada, mantendo-os afastados. A mulher não teve sorte: foi arrastada pelo cavalo, assassinada, estripada e devorada parcialmente, ali mesmo. Outro grupo maior de pessoas estava viajando mais atrás na estrada e veio a tempo de salvar o homem de sua própria morte nas mãos da família Bean. Quando ouviu a multidão se aproximando, o clã se viu em desvantagem e começou a se dispersar em todas as direções. Correndo freneticamente, eles finalmente fizeram o seu caminho de volta para sua caverna. Depois de recolher os restos mortais de sua esposa, o homem e seu novo grupo de aliados fizeram o seu caminho de volta para a cidade para informar as autoridades locais.

O relato do homem chegou até o magistrado de Glasgow e o corpo mutilado da mulher exibiu, finalmente, as provas de que um grupo de canibais estava por trás dos desaparecimentos nos arredores. Com a urgência da situação, o magistrado comunicou, diretamente, os fatos ao rei da Escócia, James VI. O rei foi pessoalmente para Galloway, com um exército de 400 homens armados e com vários cães farejadores para dar início à caçada. No local do assassinato, a equipe do rei com a ajuda de voluntários locais, explorou o campo inteiro e nada se descobriu. Ao patrulharem a costa, os cães levaram o grupo até a entrada da caverna, anteriormente negligenciada. Os cães foram guiados pelo cheiro pungente dos cadáveres em decomposição e os homens entraram na caverna, empunhando tochas e suas armas em riste. Cautelosa e metodicamente, avançaram pelas estreitas e sinuosas passagens da caverna, e enfim, depararam-se com o horrendo cenário. Havia corpos pendurados em todas as partes: pernas, braços, coxas, mãos e pés de homens, mulheres e crianças estavam pendurados em fileiras como carne seca. E havia um grande número de membros ensalmourados em barris. Além disso, havia pilhas e pilhas de produtos saqueados como joias, roupas, relógios, etc.

Todo o clã estava ali escondido e qualquer tentativa de fuga era impossível. Encurralados, os 48 membros da família Bean se entregaram, sem oferecer resistência. Presos e acorrentados, foram conduzidos para Edinburgh, e em seguida, foram transferidos para Leith, onde deveriam ser prontamente executados sem qualquer processo ou julgamento, pois os Bean, na condição de excluídos da sociedade e devido à infâmia de seus crimes, não mereciam misericórdia ou a justiça da civilização.


Todos foram executados, lentamente, no dia seguinte. Os homens foram desmembrados: seus braços e pernas foram cortados enquanto ainda estavam vivos e conscientes, e além disso, foram castrados. E aí, foram deixados para sangrarem até a morte, tendo como espectadores as mulheres e crianças do clã, obrigadas a assistirem tudo. Logo após, todas foram amarradas em estacas e foram queimadas vivas. Nenhum membro da família mostrou qualquer sinal de arrependimento ou remorso, e várias das filhas mais velhas cuspiam obscenidades e ameaças para seus algozes e para a multidão, até o último suspiro de vida. Ninguém entendia em qual língua elas vociferavam, e presumiu-se que falavam ali a língua do diabo. Alexander “Sawney” Bean, antes de morrer, gritava com todas as forças que pôde reunir: “Isso não acaba aqui! Isso nunca vai acabar!”.

Fonte: http://leituracreepy.blogspot.com.br/2012/11/cla-bean-uma-saga-de-selvageria-e.html

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

O mistério bizarro de INWO - O Jogo de Cartas illuminati

O tema de hoje é sobre a existência dos illuminati, em especial o significado do jogo “Illuminati – A Nova Ordem Mundial”. Um jogo que conteria supostas profecias para aqueles que creem nas teorias de conspiração mundial. 


Para falar sobre o jogo, preciso falar inicialmente sobre o que seriam os Illuminati. Por hora, vamos falar superficialmente do assunto. Os Illuminati seriam um grupo, ou uma seita, que controla o mundo e a mídia secretamente através de influência e dinheiro. Eles estariam por trás de todas as guerras e já dominariam secretamente os governos de todos os países, em especial os EUA, onde seriam mais fortes. Eles estariam envolvidos com o ocultismo e também dominariam todos os grandes líderes religiosos, sendo supostamente derivados ou muito influentes entre os maçons.
Em teoria não existe limite ou controle para as ações dos illuminati, pois eles controlariam todos os aspectos da sociedade, inclusive dominariam uma tecnologia ainda não alcançada pelo resto do mundo (propositalmente escondida, é claro) podendo influenciar o clima, a mente dos indivíduos e etc. Eles teriam desenvolvdio esse poder para guiar a humanidade para o dia do juízo final, por motivos que ainda não foram bem esclarecidos, mas existem algumas teorias.

Alguns acreditam que eles seriam servos de Lúcifer, e planejariam entregar as almas da humanidade em troca de privilégios para seus integrantes no dia do juízo final. Outros que eles estariam ligados a alienígenas e que os extraterrestres já dominariam o mundo através das vontades dos illuminati, estudando nossos recursos e biosfera até o dia do fim onde poriam em ação um plano desconhecido para a humanidade, que seria conhecido como o dia do juízo final. E ainda existe a teoria que os illuminati controlam a evolução do planeta a seu bel-prazer e conveniência, e o dia do juízo final seria apenas uma etapa de transformação entre uma época e outra.


Essas teorias sobre os illuminati se baseariam nos mais diversos e malucos fatos, em especial na pirâmide com um olho no topo que seria seu símbolo, localizada na nota de dólar americano. A pirâmide significa o “olho que tudo vê” e seria uma metáfora de que eles estão em toda parte (através do dinheiro) e controlam a vontade de tudo (também através do dinheiro). Mas ainda existem uma infinidade de outros símbolos e significados que não citarei aqui.


É agora que podemos falar sobre o tão comentado jogo “illuminati – A Nova Ordem Mundial”. O jogo, também abreviado como INWO foi criado em 1990 e oficialmente terminado em 1995 pelo inventor de RPGs Steve Jackson. Ele queria criar um jogo de cartas que retratasse a conspiração illuminati em uma dinâmica parecida com a do jogo WAR. Na época o jogo fez bastante sucesso, chegando a ganhar diversos prêmios e conferindo a seu criador seu primeiro milhão de dólares. O jogo não é nem um pouco simples e conta com um total de 526 cartas, um feito e tanto para os jogos de carta da época.

Bem... deixe eu falar um pouco sobre as cartas desse jogo. Logo de cara, o jogo fala tão descaradamente das conspirações, ocultismo e alienígenas com um tom de deboche, que ninguém da época o levaria a sério. O jogo é relativamente pesado pois mostra violência, sangue, guerra e crueldade como objetivos comuns e normais do processo, não sendo definitivamente um jogo infantil. Muitas cartas contêm textos e descrições ambíguos, que podem passar despercebidos à primeira vista. Mas mesmo assim não chega a ser uma ameaça, não é?

O governo americano pensava de outra forma. Em uma certa manhã de março de 1990 o escritório de Steve Jackson recebeu uma visita do serviço secreto, que tentou impedi-lo de lançar o jogo. Eles também invadiram a residência de Steve em uma suposta investigação, onde apreenderam todos os seus computadores, impressoras e etc. Nenhuma declaração oficial foi dada após esses atos.

O que nos leva a questionar. Se era inofensivo por quê o jogo de cartas perturbou tanto o governo na época? Mais a frente desejo que você tire suas próprias conclusões... Vou mostrar a seguir diversas cartas do jogo e relacionar com fatos no mínimo curiosos. Mostrarei também as supostas profecias de algumas delas. Se você nunca ouviu falar desse jogo você provavelmente ficará chocado com o número de coincidências retratadas aqui. 

                  

Essas duas cartas, “Terrorist Nuke” (Ataque Terrorista) e “Pentagon” (Pentágono) foram o pivô que popularizou o mistério ao redor do jogo nos últimos anos. Ambas retratam claramente os eventos ocorridos no 11/09 nos EUA, inclusive mostrando que ataque terrorista foi a causa, ambas cartas lançadas em 1995, como isso seria possível!? Após perceberam esses fatos muitas pessoas passaram a olhar para INWO de outra forma. As pessoas deixaram de achar o jogo tão engraçado. Agora seu tom de deboche parecia uma ironia cruel. 


A carta "Populacional Reduction" (Redução Populacional) já parece cruel por si só "Pessoas demais trazem problemas demais, não há amor suficiente para andar por aí" mas segundo algumas teorias também representa o 11/09. A caveira parece estar saindo dos dois prédios que seriam as torres gêmeas (Bem ao lado do Empire State) Isso marcaria um tempo de mudanças para os illuminati.


Muitas cartas do jogo retratam “desastres". Independentes de naturais ou não os desastres são utilizados para manipular o campo conforme a vontade do jogador. Algumas pessoas acreditiam que os eventos dessas cartas estão relacionadas com eventos recentes como o Tsunami na Ásia. Existem cartas que deixam claro o controle illuminati sobre o clima, é o caso das cartas "Organização Internacional de Clima", "Projetor de Terremotos" e "Satélite Climático".



Ainda em Satélite Climático existe a frase "satélites de verdade não só reportam o clima, eles o controlam", muito estranho...

     

No jogo, a mídia é retratada como completamente controlada pelos illuminati e sendo ferramentas essenciais para a alienação. "Saturday Morning Cartoons" (Desenhos de sábado de manhã) vem com a frase "Os desenhos também tem o poder de fazer outros grupos violentos você sabia, não?". A carta Empty-Vee (Vee vazia?) é mais sutil... O fonema do nome da carta soa igual a MTV, ou seja, uma mensagem vazia e alienada para os adolescentes, conforme mostra a imagem.


Os meios de comunicação seriam controlados pelos illuminatis, mas isso não é o pior. Os esportes profissionais distrairiam o povo, financiados pelos illuminati, eles distraem e alienam o população dos fatos realmente importantes.


A maior força dos illuminati estaria em ridicularizar sua própria existência e tornar seus crentes figuras patéticas. Na carta "Gordo Remora" vemos a frase "No próximo bloco de Gordo: Pessoas que acreditam em conspirações! Estão eles malucos, ou são estúpidos demais para viver? Você decide". Essa carta foi baseada provavelmente no apresentador americano Rush Limbaugh, em seu programa ele utilizada trechos da Bíblia para defender posições conservadoras e confirmar atitudes do governo, ele nega veemente também quase todos os dias a existência  de qualquer tipo de conspiração nos EUA. Na carta "Conspiracy Theorists" (Teóricos da Conspiração) ainda temos a frase "Esse grupo fraco e humilhado é presenteado pelos illuminati por suas fantasias malucas várias vezes conterem idéias interessantes" não sendo coincidência o poder deles é 0, pois os illuminati não se sentem intimidados por eles.


As cartas de Bill Clinton e Hillary Clinton também merecem uma análise. Notem que Bill possui uma coleira e joga uma moeda para cima, de acordo com o texto ele estaria decidindo se seria "liberal ou não". Já Hillary segura a coleira dele, mostrando o domínio que tem nas decisões políticas, isso anos antes de ela ser Secretária de Estado. A decisão futura teria sido destino? Ou seria escolha illuminati à tempos decidida?


Na carta "Princess Di" há algo perturbador. Muito se especula que o assassinato da princesa tenha sido causado por influência illuminati... De acordo com o texto da carta ela seria vulnerável apenas à ataques da mídia, e justamente quando morreu em 1997 estava fugindo dos paparazzi... Você não percebeu? Existe um triângulo na câmera do paparazzi da direita. Seria coincidência ou a previsão de sua morte dois anos antes?


De tantas personalidade possíveis, por qual motivo Manuel Noriega e Saddam Hussein estariam no jogo? Eles tem algo em comum... ambos foram ditadores que assumiram o poder sob influência illuminati. Noriega no Panamá e Saddam no Iraque. Os fatos são tão gritantes que descobriu-se que Noriega era ex-agente da CIA antes de ser ditador, constando seu nome inclusive em folha de pagamento. O que se especula é que seus atos no Panamá irritaram os illuminati e ele foi considerado descartável (O atributo criminoso no canto da carta talvez). Já Saddam Hussein...


Alguns acreditam que a carta "Political Correctness" (correção política) previu a morte de Saddam, o homem a direita é parecido com o ditador (compare com a carta de cima) e as frase "Usou pronomes irreversíveis" e "Devorou a carne de animais mortos" são desculpas esfarrapadas para uma execução. Todo mundo sabe que independente do que foi alegado a morte do ditador em 2006 foi motivada por razões econômicas. Ou os illuminatis já haviam planejado anos antes descartar um ditador inconveniente que criaram?


A presença alienígena é constante no jogo, o que já estranho para um jogo que se apega tanta às grandes economias. Na carta "Alien Abduction" (Abdução Alien) vemos os alienígenas levarem o homem para um porta com um triângulo acima, mostrando sua união com a causa illuminati. Em "Foreign Aid" (Ajuda Externa) vemos um alienígena dar dinheiro para as grande potências da época (note as mangas) e ainda segue a frase "Não gastem tudo em um lugar só". Seria somente uma piada nonsense?


Essa é estranha, mas segundo alguns a carta "Cattle Mutilators" (Mutiladores de gado) estaria relacionada com as abduções supostamente alienígenas de gado nos campos americanos, senão, por quê motivo em 1995, os tais mutiladores de gado do título se vestiriam como personagens do filme MIB homens de preto, lançado no ano de 1997? Segundo o filme eles controlavam a entrada de alienígenas na Terra, então a carta representaria a ligação entre o gado e os aliens. O que reforçaria a teoria seria sua frase muito estranha à situação "Seus estranhos rituais preveem o futuro". Estariam os illuminatis dizendo que os alienígenas utilizariam essas pesquisas e abduções para algo no futuro?


Nosso Brasil também está no jogo dos planos illuminati! A carta diz que quem controla os recursos do Brasil ganha ações extras a cada turno, resumindo, como sempre os recursos do Brasi rendem diversas riquezas... para quem nos controla.


Seria a carta "Backlash" (Repercussão) uma previsão próxima? Segundo alguns teóricos a imagem que mostra um presidente negro (acredito que isso não era muito possível em 1995) representa o presidente Barack Obama sendo rejeitado em um futuro próximo. Isso significaria que os illuminati já decidiram o que vai acontecer...


A carta "Backfire" (algo como tiro pela culatra) é uma das mais cercadas de mistérios. A causa disso é sua frase "Mason jars are hermetically sealed. don't you SEE? It was in front of us all along! and now it's too late..." que poderia ser traduzido literalmente como "Frascos de pedreiros estão hermeticamente selados. Você não vê? Isto estava na nossa frente o tempo todo! E agora é tarde demais...". O que se teoriza é que devemos entender "mason" como "maçon" e  "hermetically" como "de hermes", o deus grego do conhecimento, assim a frase ficaria "Os frascos maçons estão selados por hermes. Você não vê? Isto estava na nossa frente o tempo todo! E agora é tarde demais...".
A frase significaria que os conhecimentos  dos maçons foram escondidos, ocultados pelo conhecimento, e a ignorância do povo não teria permitido encontrá-los. Quando esse conhecimento for descoberto, de acordo com a carta, já será tarde demais para se fazer qualquer coisa. Talvez a mensagem da carta fosse direcionada ao momento quando a humanidade descobriria que os illuminati realmente existem, mas já não poderia mais impedi-los.


Finalmente a provável carta que indica o final dos tempos."World War Three", A terceira guerra mundial. A imagem deixa claro que os responsáveis pela destruição são os illuminati, representados pela pirâmide. Eles começariam a guerra, que culminaria no apocalipse. Seria esse o futuro reservado para os próximos anos? 


A carta "Combined Disasters" (Desastres Combinados) possui detalhes arrepiantes que muitos acreditam estar relacionados com os últimos evento do Japão. o vídeo a seguir explica melhor. para o caso específico pulem para 5:28


O Jogo INWO traz mais dúvidas que respostas. Sei que muitas cartas faltaram nesse post e  tentarei detectar mais algumas interessantes. Assim que conseguir irei postar por aqui. Mas poderiam ser todas essas cartas enormes coincidências ou haveriam sentido em suas previsões? Teria Steve Jackson descoberto os planos illuminati e tentado prevenir as pessoas do futuro através de seu jogo? Haveriam outros desastres a serem previstos pelas cartas? Só o futuro dirá a verdade por trás disso.